Tag Archives: escritora

A leitora Larissa e sua alegria contagiante!

31 jan

larissa_sposito

Quem disse que só leitor se emociona quando encontra um escritor? Minha memória não é das melhores, mas algo que eu guardo são os encontros com os leitores. As palavras, o carinho, as histórias, o pedido de abraço, foto… Inesquecível.

No final de 2012, em um evento na Fnac da Avenida Paulista, uma leitora muuuuuuuuuuitoooo fofa me olhava na pequena fila que se formou, mais entusiasmada do que todo mundo. A gente que é escritor vai autografando os livros, atendendo as pessoas lindas com tantas declarações amáveis, e claro, olhando ao redor e percebendo as pessoas. Essa leitora sorrindo me chamou atenção.

Finalmente, chegou a vez dela. Falando rápido, animada, entusiasmadíssima com literatura, dava pulos, mexia as mãos apressada como se me conhecesse há anos. O máximo! Ela disse que me adorava, amava livros, estava super empolgada com o evento, sorria, pediu foto, contou do blog que tinha… Eu me encantei com essa garota. Quanta alegria em uma só pessoa! Que delícia saber que alguém tão de bem com a vida, ainda por cima é garota propaganda de livros no mundo virtual e real.

O fato é que a leitora, chamada Larissa Sposito, além de me contaminar com sua alegria, carinhosamente me entregou uma revista EG em Foco (do Colégio Brigadeiro Eduardo Gomes):

– Ai, Tammy, queria tanto te entregar essa revista. Batalhei muito para trazer. Eu não tinha mais, mas consegui uma para você.

Enquanto eu tentava entender o que ela estava querendo dizer, ela abriu na página 3, me mostrou uma matéria com o título “Aluna do EG escreve seu próprio livro” com uma foto dela na matéria. Entendi. Que lindo, pensei. Que bacana, eu disse.

– Tammy, você é um exemplo para mim, vocês que escrevem, estão fazendo sucesso, poxa, eu amo os livros, eu quero ser escritora profissional.

– Acredita, vai dar certo! Virar escritora não é fácil, mas é possível. Imagina, eu hoje estou aqui em São Paulo, quando eu me imaginaria viajando o Brasil todo para divulgar meus livros? – Tá, confesso, acho que imaginei isso a vida toda.

– Tammy, você é muito fofa!

– Você que é!

– Cara, eu amei muito estar aqui hoje. MUITO! Poxa, mais jovens precisam ler nesse país. Eu amo ler!

– Concordo plenamente com você, Larissa.

– E cara, você escreve para os jovens. Eu adorei as coisas que você disse hoje aqui e tudo que os outros escritores disseram. Eu quero ser escritora. Você vai ler a revista?

– Claro, vou.

– Vai ler mesmo?

– Vou, vou sim.

– Espero que você adore.

– Já adorei receber. Vou fazer um post no meu Blog falando disso.

– Sério?

– Sério!

Bem, eu não fiz o post no Blog. Mas quem disse que a minha mente me deixa em paz? Eu tenho dentro da minha cabeça uma pasta de ítens que não me deixam em paz: Tammy, escreve no Blog; Tammy, grava Crônica Falada; Tammy, pesquisa para o livro novo; Tammy, arruma aquele detalhe no site; Tammy, escreve!!! E justamente essa pasta de ítens berrava comigo: Oh, minha fia, como é que é? E o texto falando da Larissa, a leitora de São Paulo que teve a maior consideração com você, revirou o mundo, conseguiu a revista que ela saiu e você prometeu que agradeceria, falando dela no seu Blog e até agora nada.

A culpa estava me consumindo. Assim como quando não consigo responder todos vocês, quando não tenho como mandar livro para quem está louco para ler uma história minha (tenho uma média de no mínimo 3 pessoas me pedindo livro por dia, seja para si ou para blog, sorteios…)… Vivo com essas questões na cabeça. Cada dia mais gente me conhece e cada dia me culpo mais. É uma estranha sensação de precisar retribuir a todo custo essas várias alegrias que recebo de vocês. Contar aqui meu encontro com a Larissa, vira uma forma de agradecer todos os meus leitores. Todos os encontros com vocês são os melhores possíveis. A Larissa é uma tagarela querida, super astral e eu a peguei de exemplo, mas todos vocês são demais!

Larissa, parabéns pela matéria na revista, você está linda, disse coisas ainda mais lindas e fico feliz de ser tão apaixonada por livros, escritores e escrita. Muito sucesso na sua carreira!

Antes de ir, deixo aqui um vídeo que gravei para a mesma Larissa. Essa menina! É que ela decidiu inteligentementeeeeeee comemorar o aniversário com um evento literário (não tô dizendo que essa menina é bapho?) e como eu estava de férias, o evento era em Sampa, eu moro no Rio, gravei esse recadinho que agora divido com vocês!

Antes de ir, deixo aqui uma página que eu fiz especialmente para colocar as mensagens que recebo dos melhores leitores do mundo, os meus: http://www.tammyluciano.tumblr.com/

Para quem quiser conhecer o Blog da Larissa Sposito, segue o link: http://opendoorofcreation.blogspot.com.br Se você quiser ler a matéria da EG em Foco, achei o link aqui: http://www.egemfoco.com.br/ef/?p=19597

Seja sempre feliz!

Vai melhorar!

9 jan
Meu agente literário, Bruno Borges, me contou que Garota Replay está todo bonito na bancada da livraria da Cultura do Fashion Mall e que as vendas estão bacanas por lá. Então, beijo especial nesse domingo para os leitores da área de São Conrado, no Rio de Janeiro, que estão curtindo o livro e ajudando para que, meses depois, ele continue em destaque na loja. Patricia Barboza, As Mais 2 também estava por lá! 🙂
Se você foi procurar o livro e não encontrou, pode pedir na livraria porque eles pedem na editora e isso ajuda muito a história do livro.
Outra coisita boa de hoje é que decidi o título de mais um livro. Não sei ainda quando esse livro será lançado. Tem outro prontinho antes desse para sair, mas o trabalho não pode parar. Quem é escritor sabe como é maravilhoso quando a gente decide o título e compreende que toda a história cabe naquela escolha. Para ser ainda melhor, meu agente literário aprovou e, depois de uma busca, confirmei que não existe livro com esse nome. Eba!
O Crônica Falada 25, “Vai melhorar”, já está no ar! Espero que adore:

Linda semana para todos!

Escrevo, escrevo e escrevo. (de Tammy Luciano)

19 dez

O que eu faço quando estou feliz? Escrevo. O que eu faço quando estou nervosa? Escrevo. O que eu faço quando me sinto sozinha? Escrevo. O que eu faço quando o coração está lotado de amor? Escrevo. O que eu faço quando minha vida parece perdida? Escrevo. O que eu faço quando me sinto com poderes mágicos? Escrevo. O que eu faço quando quero expressar meus sentimentos? Escrevo. O que eu faço quando quero revolucionar o meu mundo? Escrevo. O que eu faço quando quero revolucionar o mundo dos outros? O que eu faço quando quero sair da minha própria toca? Escrevo. O que eu faço quando acho que sou pequena demais? Escrevo. O que eu faço quando quero me sentir maior do que sou? Escrevo. O que eu faço quando não me sinto tão forte? Escrevo. O que eu faço quando preciso, sem saber o que preciso? Escrevo. O que eu faço quando estou animada, pensando em dar uma festa? Escrevo. O que eu faço quando penso no amor? Escrevo. O que eu faço quando quero ficar quieta no meu canto? Escrevo. O que eu faço quando duvido de pessoas? Escrevo. O que eu faço quando lembro coisas ruins da vida? Escrevo. O que eu faço quando lembro coisas lindas que passei? Escrevo. O que eu faço quando me fecham uma porta? Escrevo. O que eu faço quando quero abrir um mundo de realizações? Escrevo. O que eu faço quando estou escutando a música perfeita? Escrevo. O que eu faço quando meu dia está um tédio só? Escrevo. O que eu faço quando ninguém parece me ouvir? Escrevo. O que eu faço quando está uma chuva horrorosa? Escrevo. O que eu faço quando tem um sol lindo lá fora? Escrevo. O que eu faço quando minhas janelas estão fechadas? Escrevo. O que eu faço quando as janelas estão abertas? Escrevo. O que eu faço quando tomo um fora? Escrevo. O que eu faço quando me tratam mal? Escrevo. O que eu faço quando me interpretam errado? Escrevo. O que eu faço quando não consigo ajudar alguém? Escrevo. O que eu faço quando alguém me ajuda de maneira inesquecível? Escrevo. O que eu faço quando escuto que sou amada? Escrevo. O que eu faço quando quero dizer que amo? Escrevo. O que eu faço quando sei que pessoas querem ler o que escrevo? Escrevo. O que eu faço quando pessoas me dizem que amam o que escrevo? Escrevo. Com amor. Para aqueles que realmente acreditam nas coisas boas da vida. Escrever é uma maneira dizer está tudo bem comigo e ficará ainda muito melhor. Escrever liberta, não fere, me protege e sempre faz bem. Escrevo. Escrevo todos os dias há muitos anos. É isso que eu faço porque a escrita para mim vai além das letras que coloco no papel e das palavras que combino. Escrever é bem maior, é bem maior de muita gente, é meu melhor, é o melhor de muita gente, é meu corpo, minha mente e minha alma sorrindo. É o corpo, a mente e a alma sorrindo de muitas pessoas. Por isso, escrevo.

(Texto: Tammy Luciano. Se divulgar o texto, divulgue a autoria. Obrigada)

Não quero ser escritora de área VIP!

28 nov

É assim que eu gosto de viver, tratando todo mundo de igual para igual, sendo humana e não deixando a tal fama mudar meu jeito de ser.

DETESTO escritor que só fica amigo de escritor se esse for famoso com livro bombando. Feio demais a pessoa passar a ter valor por ter sucesso. Eu não faço seleção de escritor, não fico olhando a editora do cara ou se o livro dele está nos mais vendidos para começar uma amizade. Uma pessoa não precisa ter poder, para ser autorizado a falar comigo.

Não sou boa moça, tenho defeitos horrorosos, mas uma certeza mora em mim: Não vou fazer da minha vida área VIP. Só entra se estiver na Globo, só entra se for de editora grande, só entra se morar bem, ganhar melhor ainda e tiver nome. “Você não é bombado? Não é de editora importante, não é chamado oficialmente para feiras? Ah, então acho que não serei sua amiga”. Pelo amor de Deus, amizade é MUITO mais do que nome famoso.

Quem me conhece sabe que respondo todo mundo, acho uó quem só responde recados no twitter e facebook de gente importante. Eu sou amiga de quem eu quero ser, não sou e jamais serei refém do poder. Aqui no meu facebook tem escritor que nunca lançou livro, tem escritor que está em fase ruim, tem amigo que está desempregado, tem amigo que ganha pouco, outros que ganham mais do que eu, amigo que é motorista de ônibus, empresário, famosos e não famosos.
Se um dia eu começar a fazer esse tipo de seleção, podem me internar. Ninguém é melhor do que ninguém nessa vida e acredito demais que a maioria pode não notar, mas lá no céu alguém está de olho. Triste pessoas (no plural porque vi isso acontecer mais de uma vez) que receberam bençãos e só se relacionam, quando o outro ou é igual ou melhor do que ele em termos de conquistas profissionais. As pessoas notam. As pessoas reparam. O mundo não pode ser só material.
(Texto de Tammy Luciano. Se divulgar, coloque a autoria)

Sejam sempre felizes. Bjinhos.

Pedido especial!

22 nov

Livros mudam nossa vida para melhor!

PEDIDO ESPECIAL!  

Meus leitores amadooooooos, tudo bem? Estou preparando o meu vídeo de final de ano e gostaria de contar com a participação especial de vocês.

Os interessados devem gravar um vídeo (com um minutinho mais ou menos), falando como foi o nosso contato esse ano, se leu algum livro meu ou curtiu o Crônica Falada ou o site e também desejar um lindo Natal e Feliz 2013 para todos os apaixonados por livros, leitores como todos nós! Contem para mim o que foi especial no nosso encontro de 2012. A ideia é deixar registrado como o meu trabalho chegou até vocês esse ano e claro fazer girar uma linda energia para o nosso 2013!

Desde já, quero agradecer demais quem quiser participar! Espero que seja mais uma forma de dizer como vocês foram importantes para mim em 2012 e que o nosso 2013 seja ainda melhor. (Blogueiros, me ajudem a divulgar e, claro, estão convidados também para essa comemoração de fim de ano!)

Os vídeos podem ser enviados até o dia 30 de novembro para o tammyluciano@hotmail.com com nome, cidade e endereço de Blog (caso tenha um)!

Espero que gostem da ideia! Estou adorando! 🙂

Sejam sempre felizes!

Notícias da 58º Feira do Livro de Porto Alegre!

8 nov

58º Feira do Livro de Porto Alegre! Eu fui!

Oie, pessoas! Tudo bem com vocês? Que loucura, já estamos em novembro. Breve o mundo não acabará e já será 2013.

Voltei de Porto Alegre onde participei de mais uma Feira do Livro na cidade. Segundo ano que participo e o que mais comove no evento é os estandes lindamente espalhados pelos lindos prédios do Centro da Cidade, aberto para o público e muito popular.

Cheguei na cidade e ainda no aeroporto encontrei minha amiga Patrícia Barboza. Paty, quantas aventuras a gente anda vivendo pelo Brasil, hein!? Quando viajo, tento não pensar que estou fora de casa, é meio tenso imaginar a distância da família em um lugar que não conheço ninguém. Foco no trabalho, faço um processo mental de esquecer um pouco de mim e somente me jogar no que fui fazer e esqueço a distância de casa, das pessoas que amo… Tem funcionado bem. Me jogo no profissional. Mas só consegui trabalhar sem pensar muito na minha vida pessoal com os anos. Hoje em dia posso estar passando o maior problema de relacioamento ou algo mais para o pessoal que escrevo e vou aos meus compromissos do mesmo jeito. A vida me ensinou que artista não pode escolher e precisa trabalhar mesmo nos dias ruins. Alguns dias temos que autografar, viajar, se apresentar mesmo quando adoraríamos estar no quarto chorando e dormindo. Isso é só um exemplo, eu não fui para Porto Alegre querendo estar no meu quarto chorando e dormindo. 🙂

Assim que chegamos na cidade, eu e Patrícia fomos almoçar. Aviso a quem interessar possa: A comida em Porto Alegre é bem mais barata do que no Rio. Fiquei impressionada como pagamos caro por alimentação em terras cariocas. Depois de um almoço razoável, corremos para o hotel. Hora de colocar o “figurino” de escritora. Ai, pessoas, eu amo me arrumar para vocês, estar bonita para curtir meus leitores. Vocês sempre merecem! Aliás, é por isso também que faço questão de fazer as viagens. Posso garantir que nem sempre o caminho até a cidade é fácil. Existe uma diferença muito grande entre o glamour que as pessoas acham que a gente vive e o que a gente realmente vive. Precisamos resolver tantas coisas, fazer uma enorme operação, mas nunca vou desistir de viajar e poder agradecer vocês pessoalmente.

A Feira do Livro de Porto Alegre é sempre emocionante. Andar pelos estandes de madeira tão diferentes, olhar as enormes lonas, as pessoas curiosas andando de um lado para o outro e não tem jeito, eu me sinto bem demais em Feiras Literárias, por que será?

Tive a alegria de não só encontrar a Patrícia, mas minhas outras amigas de Novas Letras, Leila Rego e Fernanda França que estava acompanhada do marido e do filho que é um garotinho lindo e muito esperto para seus três meses. Parabéns pelo filho, Fernanda. Muitas felicidades! Leiloca, sempre estou com saudade de você, amiga! Agradeço demais sua amizade especial e uma pena que não moramos na mesma cidade.

A mulherada escritora, ou como disse a repórter Anajara Godoi nessa matéria  “As Meninas Super Escritoras” (http://www.tammyluciano.com.br/feirapoa2012.jpg), autografou junta e foi bem divertido. Quero agradecer demais o carinho de cada leitor que esteve comigo em Porto Alegre. Saber que vocês gostam do meu trabalho e vão até uma Feira na cidade de vocês me encontrar é sempre especial. Obrigada para todos que foram. Não vou saber dizer o nome de todos (não vou colocar ninguém aqui para não ser injusta), mas recebam meu obrigadaa enorme.

De noite, eu e minhas amigas escritoras fomos jantar. Noite agradável demais! Obrigada, turma pelas risadas e papo perfeito!

No dia seguinte, eu e Patrícia fizemos um passeio em um ônibus de turismo que nos levava para conhecer a cidade. Patrícia curtiu tanto que fez dois passeios desses. Eu fui para o hotel, queria curtir a Feira mais tempo. Foi ótimo poder encontrar Garota Replay em vários estandes. Muito emocionante! De noite encontramos a querida Carolina Munhóz e fomos jantar uma turma boa só de escritores: Raphael Draccon, André Vianco com a esposa, Eduardo Sphor, Leonel Caldela, Affonso Solano, Mau Saldanha, uma turma boa de podcasters e escritores.

Voltei para o Rio com uma certeza: Estou conquistando meu espaço com muito do meu suor pelo caminho. Para quem pensa que é fácil, posso garantir, não é.

Para encerrar o papo de hoje, deixo o vídeo sobre a viagem para Porto Alegre: https://www.youtube.com/watch?v=oE26C3AxBb4

E quem quiser me encontrar no sábado na Fnac da São Paulo, o evento é gratuito e o convite está aqui para os leitores que quiserem participar: https://www.facebook.com/#!/events/340965759335137/

Sejam sempre felizes. Bjinhos.